Como Transformar Informação em Conhecimento

Por: Erika de Souza Bueno

Na frente de um computador conectado numa página de pesquisa, pais, filhos, alunos e professores se veem diante de uma mesma questão: o que, dentre tantas informações, é realmente confiável?

Para responder a essa questão, um dos caminhos é não confiar cegamente em tudo o que parece inteligente à primeira vista, um segundo olhar é fundamental.

Há muitos endereços na web que aparentam ter conteúdos de boa qualidade, mas, algumas vezes, tudo não passa de uma linguagem muito bem-articulada, com inúmeros pensamentos e frases com frágeis características de intelectualidade.

Mesmo que o mundo esteja cada vez mais veloz, tenha calma, detenha-se com um pouco mais de cautela e, frente às informações que se saltam aos seus olhos, faça análises, contrastes e questionamentos, não aceitando tudo o que lê como se fosse verdade absoluta.

É também desejável que você tenha paciência e habilidade com outras fontes de leitura, não se limitando apenas aos conteúdos práticos, rápidos e de fácil acesso da internet.

Aproxime-se mais de autores conceituados, mas, mesmo com eles, é seu direito enquanto leitor fazer críticas e se perguntar se realmente aceita o que está sendo proposto.

Se estiver lendo palavras bonitas ou frases que brincam com o significado para surpreendê-lo, remexa-se e esforce seu cérebro para, mais uma vez, questionar a coerência do que você está sendo lido.

Confie mais em sua capacidade leitora. Durante qualquer leitura, ouse sair do lugar-comum e busque em outras fontes subsídios para compor conteúdos que sejam suficientes para possibilitar uma análise eficiente e eficaz.

Considere que você não está algemado e é livre para percorrer por livros, revistas, jornais, sites, fóruns, enfim, você tem toda a liberdade para contrastar suas leituras.

Só assim, ou seja, somente a partir de um comportamento pesquisador e analítico, que não aceita facilmente qualquer coisa que lê, é que você conseguirá construir um caminho mais seguro entre as diversas informações e o conhecimento.

Assim sendo, não tenha tanta pressa quando o assunto é ler para construir aprendizagem. Vá contra a ordem do mundo que dita a velocidade de tudo e desacelere-se para ter um raciocínio coerente.

São tantas as informações que, em geral, as pessoas não têm tempo para organizá-las e, com isso, não são capazes de fazer melhor proveito delas.

Pense que muito mais do que saber tudo, você precisará saber o que é útil, caso contrário seus conteúdos serão subutilizados.

Pare, não se limite a apenas poucas e/ou imprecisas fontes, faça conexões, questione o que está lendo, contraste opiniões em diversos níveis, enfim, organize-se e dedique-se como leitor.

Autora: Erika de Souza Bueno Coordenadora Educacional da empresa Planeta Educação; Professora e consultora de Língua Portuguesa pela Universidade Metodista de São Paulo; Articulista sobre assuntos de língua portuguesa, educação e família; Editora do Portal Planeta Educação (www.planetaeducacao.com.br).

Fonte: http://www.planetaeducacao.com.br/portal/artigo.asp?artigo=2440

 

Os 10 mandamentos do empreendedor de sucesso

boneco_vencedor Apesar do crescimento das micro e pequenas empresas no Brasil, muitos empreendedores não sobrevivem aos desafios de tocar um empreendimento. Os motivos que levam milhares de empresas a fechar as portas antes de completarem 2 anos de vida vão desde a falta de planejamento e as diferenças de opinião entre o sócios até erros operacionais, como contratar pessoas erradas, administrar mal a equipe ou escolher o ponto comercial errado. Algumas dicas aqui no Empreendedores podem dar um mãozinha para lidar com essas questões.
Mas tão importante quanto saber por que tantas tentativas de empreender fracassam é entender quais os fatores que levam ao sucesso. O professor José Dornelas, criador do site Plano de Negócios, reuniu o que ele considera Os 10 Mandamentos para o sucesso de um empreendedor, inspirado em histórias reais de homens e mulheres que conquistaram seu lugar no mercado. O primeiro passo é a vontade de ser dono do próprio negócio, mas além disso algumas características pessoais fazem a diferença. Vamos a elas.

 

Assumir riscos

Essa é uma das qualidades mais importantes do empreendedor. Arriscar significa aqui coragem de enfrentar desafios, de tentar um novo caminho e de buscar as melhores oportunidades, com autodeterminação e otimismo.

 

Identificar oportunidades

Empreendedores que conseguem se estabelecer no mercado estão atentos e percebem no momento certo as oportunidades que surgem. Conseguem reunir as condições necessárias para a realização de um bom negócio. Ser um indivíduo curioso e atento a informações, já que as oportunidades aumentam quando estamos bem informados.

 

Conhecimento

Preparar-e com cursos, livros e material didático é uma iniciativa comum dos empresários que dão certo. Quanto mais conhecimento sobre o ramo do negócio, maior a sua chance de êxito. As informações podem ser adquiridas na prática, em publicações especializadas, centros de ensino ou em conversas com pessoas que administram o mesmo tipo de empreendimento. O importante é se capacitar.

 

Organização

Senso de organização é essencial. Principalmente na fase inicial do empreendimento, a desorganização compromete o funcionamento e o desempenho do negócio. Ser capaz de utilizar diferentes recursos ao mesmo tempo de maneira eficiente é o objetivo.

 

Tomar decisões

O sucesso de um empreendimento, muitas vezes, está relacionado com a capacidade de tomar a decisão certa. Segundo Dornelas, para isso é preciso seguir quatro passos: "levantamento de informações, análise da situação, avaliação das alternativas e a escolha da solução mais adequada."

 

Liderança

Liderar é saber definir objetivos e tarefas, organizar os métodos e procedimentos práticos, estimular as pessoas no rumo das metas a serem alcançadas e favorecer relações positivas dentro da equipe de trabalho. O homem de negócios está constantemente fazendo contatos, seja com clientes, fornecedores ou empregados.

 

Independência

Além de tudo isso, é importante também ter um certo grau de independência, abrir seus próprios caminhos e habilidade para ser seu próprio patrão. "O empreendedor deve ser livre, evitando protecionismos que, mais tarde, possam se transformar em obstáculos aos negócios".

 

Dinamismo

Manter-se dinâmico e cultivar um certo inconformismo diante da rotina é um dos lemas que devem nortear um empreendedor. Não se acomodar e ter iniciativa para transformar as ideias em um plano concreto a ser seguido.

 

Otimismo

Esta é outra diferença entre a pessoa que vislumbra o sucesso daquela que teme o fracasso. Ser capaz de enfrentar obstáculos é uma das características mais importantes do empresário de sucesso. Ele sabe olhar além das dificuldades e enxergar saídas.

 

Tino empresarial

O que as pessoas chamam de intuição ou faro empresarial, típicos das pessoas bem-sucedidas nos negócios é, segundo Dornellas, a soma de todas as qualidades descritas acima. Se você reúne a maior parte delas, terá mais chances de empreender com êxito.

Fonte: Blog da Caixa

Siga em frente, não desista…

chefUm açougueiro estava em sua loja e ficou surpreso quando um cachorro entrou.

Ele espantou o cachorro, mas logo o cãozinho voltou.

Novamente ele tentou espantá-lo, foi quando viu que o animal trazia um bilhete na boca.

Ele pegou o bilhete e leu:
– Pode me mandar 12 salsichas e uma perna de carneiro, por favor.
Assinado….

Ele olhou e viu que dentro da boca do cachorro havia uma nota de 50 Reais.

Então ele pegou o dinheiro, separou as salsichas e a perna de carneiro,colocou numa embalagem plástica, junto com o troco, e pôs na boca do cachorro.

O açougueiro ficou impressionado e como já era mesmo hora de fechar o açougue, ele decidiu seguir o animal.

O cachorro desceu a rua, quando chegou ao cruzamento deixou a bolsa no chão, pulou e apertou o botão para fechar o sinal.

Esperou pacientemente com o saco na boca até que o sinal fechasse e ele pudesse atravessar a rua.

O açougueiro e o cão foram caminhando pela rua, até que o cão parou em uma casa e pôs as compras na
calçada.

Então, voltou um pouco, correu e se atirou contra a porta. Tornou a fazer isso. Ninguém respondeu na
casa.

Então, o cachorro circundou a casa, pulou um muro baixo, foi até a janela e começou a bater com a cabeça no vidro várias vezes.

Depois disso, caminhou de volta para a porta, e foi quando alguém abriu a porta e começou a bater no
cachorro.

O açougueiro correu até esta pessoa e o impediu, dizendo:
-Por Deus do céu,o que você está fazendo? O seu cão é um gênio!

A pessoa respondeu:
– Um gênio? Esta já é a segunda vez esta semana que este estúpido ESQUECE a chave!!!

Moral da História:
Você pode continuar excedendo às expectativas, mas para os olhos de alguns, você estará sempre abaixo do esperado.

Qualquer um pode suportar a adversidade, mas se quiser testar o caráter de alguém, dê-lhe o poder.

Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se:

Amadores construíram a Arca de Noé e profissionais, o Titanic.

Quem conhece os outros é inteligente.
Quem conhece a si mesmo é iluminado.

Quem vence os outros é forte.
Quem vence a si mesmo é invencível!!

O PARAFUSO – Um conto tecnológico

servicoAlgumas vezes é um erro julgar o valor de uma atividade simplesmente pelo tempo utilizado para realizá-la…
Um bom exemplo é o caso do técnico em informática que foi chamado a consertar um computador gigantesco e extremadamente complexo… um computador que valia 12 milhões de dólares.
Sentado frente ao monitor, apertou umas teclas, balançou a cabeça, murmurou algo a si mesmo e desligou o aparelho.

Tirou de seu bolso uma pequena chave de fenda e girou uma volta e meia a um minúsculo parafuso.
A seguir, religou o computador e verificou o seu perfeito funcionamento.
O presidente da companhia mostrou-se encantado e se dispos a pagar a conta imediatamente.
“Quanto é que lhe devo? “- peguntou.
“São mil dólares pelo serviço efetuado.”

-Mil dólares? Mil dólares por uns momentos de trabalho? Mil dólares por apertar um simples parafusinho? Eu sei que meu computador custa 12 milhões de dólares, mas mil dólares é uma quantidade brutal!
“Efetuarei seu pagamento desde que me envie uma fatura detalhada que justifique a sua cobrança”.

O técnico confirmou com a cabeça o pedido e se foi.

Na manhã seguinte, o presidente recebeu a fatura, a leu com cuidado, balançou a cabeça resolveu pagá-la no ato, sem pestanejar. A fatura dizia:

Detalhe dos serviços prestados

Apertar um parafuso……….. …. …. …. …. … 1 dólar
Saber qual parafuso apertar………….. ….. 999 dólares

Mande a todos os profissionais que dia a dia se defrontam com a falta de consideração com que as pessoas por ignorância não alcançam entendê-los e dê-lhes ao menos um momento de humor.

Reclamar demais pode ser doença, alertam especialistas

Conhece um reclamão –aquela pessoa que nunca está satisfeita com nada?

Se a sua vida não é fácil ao lado dela, a dela pode ser pior ainda. Além de afastar os amigos, quem lamenta demais acaba tendo um sofrimento psicológico desnecessário.

“O reclamão tende a generalizar todas as circunstâncias. O problema está na maneira como ele interpreta a realidade. Pode ter baixa autoestima e sentimento de rejeição. Assim, reclama demais. As relações acabam ficando comprometidas”, afirma Rita Khater, psicóloga da PUC-Campinas (Pontifícia Universidade Católica de Campinas).

Para Geraldo Possendoro, professor de medicina comportamental da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), os reclamões podem ter esse comportamento como um traço de personalidade. “São pessoas muito dogmáticas, absolutistas e pouco flexíveis. Isso acaba trazendo infelicidade”, diz.

Continuar lendo

Como vencer os estigmas de ser o “indicado” ou o “filho do dono”?

Trabalhar na empresa dos pais ou conseguir um emprego por meio de uma indicação de um amigo, muitas vezes, trazem ao profissional um estigma não muito favorável, uma vez que muitos colegas associam que a pessoa só está na empresa por causa do vínculo de amizade ou familiar. Por isso, não levam em conta a sua competência. O que fazer para tirar essa impressão no ambiente corporativo?
Continuar lendo

Empreendedorismo e Liderança nas Empresas

A quantidade de empreendedores no Brasil é muito grande e isso é muito bom. Geralmente estas pessoas começam um negócio quando conhecem muito bem um produto, um segmento de mercado ou um determinado setor de empresas; ou ainda porque estão com alguma reserva financeira disponível, porque querem ser seus próprios patrões ou estão tendo dificuldades de voltar ao mercado de trabalho. Muitas vezes esquecem que terão de ser bons líderes para conseguir fazer o negócio crescer, senão correm o risco de terem uma empresa com um só funcionário: o proprietário.

Continuar lendo