Autorizado concurso público para Ministério do Trabalho e Emprego

Previsão é que prova seja realizada nos próximos 180 dias e que sejam mais de 1,8 mil vagas

Brasília, 01/08/2008 – Publicada na manhã desta quinta-feira (31), a Portaria nº 238 autoriza a realização de concurso público para Carreira da Previdência, Saúde e Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). De acordo com o texto, estão previstas 1.822 vagas a serem preenchidas para os cargos de Administrador (186 vagas), Economista (08) e Agente Administrativo (1.628).

Ainda de acordo com a Portaria, o provimento das vagas ofertadas terá como contrapartida a substituição dos postos de trabalho terceirizados do MTE, que atualmente somam 1.878 servidores, devendo ser extintos até 31 de julho de 2009.

De acordo com Luiz Eduardo Lemos, da Coordenação Geral de Recursos Humanos do Ministério, a extinção dos contratos de terceirizados cumpre o Termo de Conciliação Judicial entre o Ministério Público do Trabalho e o Ministério do Planejamento, que prevê a rescisão, até julho de 2009, de 30% do contingente de terceirizados na Administração Pública Federal Direta.

Com exceção das vagas para Economista, que serão lotadas na Sede do MTE, em Brasília, os cargos de Administrador e Agente Administrativo têm previsão nacional.

Hoje os salários iniciais pagos aos servidores administrativos do cargo de nível superior equivalem a R$ 1.949,42. A partir de fevereiro de 2009, quando os ingressos deverão ocorrer, o salário inicial passará ao valor de R$ 2.222,72.

Fonte: http://www.mte.gov.br

Anúncios

Sacudindo a Terra

Um dia, o cavalo de um camponês caiu num poço. Não chegou a se ferir, mas não podia sair dali por conta própria.
Por isso o animal chorou fortemente durante horas, enquanto o camponês pensava no que fazer.
Finalmente, o camponês tomou uma decisão cruel: concluiu que o cavalo já estava muito velho e não servia mais para nada, e também o poço já estava mesmo seco, precisaria ser tapado de alguma forma.

Continuar lendo

O Sucesso

Foi escrito por Nizan Guanaes para uma formatura, paraninfo que era de turma na Faap. Olhe só o que este publicitário escreveu…
Deve ser por isso que ele é um dos melhores redatores do mundo e dono da agência DM9.

Merece ser lido ….

“Dizem que conselho só se dá a quem pede. E, se vocês me convidaram para paraninfo, estou tentado a acreditar que tenho sua licença para dar alguns.
Portanto, apesar da minha pouca autoridade para dar conselhos a quem quer que seja, aqui vão alguns, que julgo valiosos.
Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo dinheiro. Ame seu ofício com todo o coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo
realizar, que o dinheiro virá como conseqüência.

Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha.
Continuar lendo

O que fazer se for demitido?

Como conquistar uma nova posição no mercado de trabalho em uma era sem emprego? Para responder esta pergunta, o presidente da Gutemberg Consultores, Gutemberg B. de Macedo, dá algumas orientações.

"Em primeiro lugar, controle o seu destino ou, então, alguém o fará de maneira perversa e egoísta. E, para isso, cada pessoa deve traçar o seu mapa de vida", diz ele. As pessoas não devem se impressionar com o mapa de seus pais, professores ou colegas e adotá-lo como alternativa para sua vida e carreira. "Quem o fizer, fatalmente acabará perdido no meio do caminho por mais rico em detalhes que ele possa ser, pois esse não era o seu mapa e não o levará ao seu destino", ressalta Gutemberg.

Continuar lendo

Por que nos comparamos com os outros? Isso atrapalha a carreira?

A comparação é uma forma de nos avaliarmos, explica a psicóloga e psicoterapeuta Clarice Barbosa. Assim, no dia a dia, comparamos nosso emprego com o de conhecidos, os resultados que obtivemos na empresa com os dos colegas, e até mesmo salários.

“Estamos condicionados a fazer comparações o tempo todo e nem percebemos. Na família, no trabalho, na profissão, na sociedade”.

Continuar lendo